sexta-feira, 10 de junho de 2016

As razões do diabo e a lógica do inferno


Jó 1:9,11
9 “Será que Jó não tem razões para temer a Deus?”, respondeu Satanás. 11 Mas estende a tua mão e fere tudo o que ele tem, e com certeza ele te amaldiçoará na tua face.”

Primeiro satanás faz o seguinte raciocínio a respeito de Jó e dos demais crentes: "os que servem a Deus somente fazem porque têm razões para isso."

Para satanás as razões para um crente servir a Deus são proteção pessoal de todo mal, proteção para a família e para os bens. Ele acha que enquanto tem essa "cerca" o crente amará a Deus, caso contrário, não.

Onde satanás errou? Primeiro, em achar que todo ser humano é igual a ele, que trairia a Deus por causa de  poder, fama e privilégios; segundo, em achar que os crentes se movem pelo que veem e possuem, do que pelo que creem e amam.

Satanás jamais poderia pensar que um ser feito menor do que ele pudesse amar e honrar a Deus mais do que ele, que era um querubim no céu.

A Adão, Eva e a tantos outros crentes ele conseguiu enganar, oferecendo benefícios materiais, mas não é com todo crente que isso funciona. 

Jó tinha uma razão: razão para amar a Deus sobre todas as coisas! Ele tinha um raciocínio que vinha do céu: 

Jó 1:21,22
21 e disse: "Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o  levou; louvado seja o nome do Senhor". 22 Em tudo isso Jó não pecou e não culpou a Deus de coisa alguma.

Amados, no mundo temos aflições, nosso Senhor Jesus nos avisou, pois vivemos num mundo caído. Porém contamos com os milagres do céu, de formas e maneiras que nem sempre entendemos.

Até que entremos definitivamente na Jerusalém celestial passaremos pelas lutas próprias desse mundo de trevas, mas o Senhor é conosco, e nós já decidimos amá-lO acima de todas as coisas e continuar amando-O e servindo-O apesar de todas as coisas.

Shalom!

Bom dia!