quarta-feira, 6 de julho de 2016

Quero tornar-me semelhante a Cristo


Colossenses 3:1-4
1 Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. 2 Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas. 3 Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus. 4 Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com ele em glória.

Quando lemos o capítulo 3 de Colossenses percebemos duas verdades muito claras que dizem respeito à nossa realidade espiritual:

1ª: Recebemos em Cristo uma nova natureza, livre das amarras do pecado;

2ª: Apesar de termos essa nova natureza, precisamos, a cada dia, tomar posse desse território conquistado por Cristo na cruz.

Deus deu a Israel a terra de Canaã. Israel a conquistou, tomou posse, mas teve que fazer guerra para manter o território conquistado. Aliás, até hoje Israel tem que fazer isso.

Então aprendemos que o mesmo se dá em nossa vida espiritual: na cruz Jesus nos deu um território novo, derrotando os demônios que habitavam em nossa velha natureza. Assim tomamos posse de uma nova vida em Cristo.

Agora precisamos manter essa nova vida, não permitindo que o "velho homem" retome seu antigo território, ou seja, a nossa vida, a nossa maneira de ser e de se expressar no mundo.

Por isso lemos palavras como: "procurem as coisas que são do alto", "Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas", "façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês", "abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar", "Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem", "revistam-se de profunda compaixão", "perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros", "Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo"...

Pense bem: se não corrêssemos o risco de ter a velha natureza retomando os lugares conquistados por Cristo a nós, não precisaríamos de tantas advertências, não é mesmo?

Quando atentamos para esse quadro entendemos que ser semelhante a Cristo depende de tomarmos posse a cada dia de tudo o que Ele conquistou para nós na cruz. 

Precisamos decidir viver como Ele, pensar como Ele, agir como Ele. Não será fácil, pois nenhuma guerra é fácil, mas já temos a nova natureza e a velha não têm mas poder sobre nós. Será apenas questão de postura firme e atenção diária.

Bom dia!